Fique ligado! O melhor cuidado é ficar isolado

Estamos enfrentando um dos momentos mais difíceis do século XXI. Uma pandemia invisível, traiçoeira, que afeta um dos sistemas mais vitais e essenciais para nossa qualidade de vida: Nosso sistema respiratório. Respirar bem e com qualidade mantém outros sistemas que sustentam nosso corpo de forma saudável e funcional.

Pessoas que convivem com doenças reumáticas já tem uma predisposição natural de fazer a prevenção de doenças respiratórias oportunistas pois quem convive com tratamento diariamente sabe que o sistema imunológico deixa a pessoa mais vulnerável e o tratamento por consequência também. A preocupação já começa quando o paciente precisa realizar o famoso exame PPD (teste de tuberculose) antes de iniciar qualquer tratamento com medicamento imunobiológico, pois sabe-se que medicamento biológico e vírus ativo não combinam, podendo levar a complicações, sequelas graves e até fatais. Com a COVID-19 não é, e nem será diferente daqui pra frente.

A Covid é causada por um vírus, portanto esse é o ponto principal que coloca a pessoa com doença reumática no grupo de risco. Não é a inflamação articular, a dor nas costas, mas sim o fato da interação com nosso tratamento juntamente com o sistema imunológico deficiente.

A pessoa com doença reumática em maioria já tem a qualidade de vida prejudicada pela limitação da doença e é extremamente importante que este seja consciente do perigo que corre se expondo desnecessariamente ao sair de casa.

Mesmo em isolamento você não precisa deixar de realizar sua rotina diária, exercitar-se em casa, preparar receitas gostosas para você e sua família, manter contato com as pessoas que você gosta mesmo que seja através de videoconferências e chamadas telefônicas. Jamais deixe de consultar seu médico e manter seu tratamento e exames em dia.

Tenha atenção redobrada em tudo, pois sua qualidade de vida depende da sua atenção. Afinal a sua vida importa!

#MinhaVidaImporta #VidasImportam #InstitutoEluar #campanhacovid19 #Reumatologia #Lupus #ArtriteReumatoide #EspondiliteAnquilosante #Coronavirus


Dayane Ferreira

Catarinense, 32 anos. Social media manager, digital influencer e redatora, ativista em saúde motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide há 10 anos, patient advocacy, mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.