Eletroneuromiografia, que bicho é esse?

O nome dá medo, mas não há o que temer. A eletroneuromiografia é um exame neurofisiológico, ou seja, é usado para verificar a integridade e a resposta a estímulos de nervos e músculos. Basicamente, os nervos são estimulados por corrente elétrica de baixa intensidade, o suficiente para que o sistema possa fornecer uma resposta satisfatória de que está tudo bem, ou para identificar alguma lesão ou anormalidade. Já os músculos são estimulados com um eletrodo de agulha e inseridos na fibra muscular, muito parecido com acupuntura, quase não é possível sentir o exame. Essa avaliação só pode ser realizada por um médico neurologista que tenha especialidade para realizar o procedimento. No geral o exame é rápido, em média de 10 a 15 minutos e o resultado fica pronto no mesmo dia ou até mesmo logo após a sua realização.

Em caso de dores ou sintomas de causas desconhecidas, esse exame pode auxiliar no diagnóstico de algumas doenças como:

  • Polineuropatia
  • Hérnia de disco
  • Síndrome do túnel do carpo
  • Paralisia facial
  • Esclerose lateral amiotrófica
  • Poliomielite
  • Alteração da força ou sensibilidade causada por trauma
  • Doenças musculares como miopatias ou distrofias

Por isso que, mesmo que você sinta dores constantes devido alguma doença reumática ou não, é importante tentar perceber alguma dor ou sintoma que seja persistente e comunicar o seu médico, para que possa ser descartado algum diagnóstico ou lesão secundária a sua doença de base.


Dayane Ferreira

Catarinense, 32 anos. Social media manager, digital influencer e redatora, ativista em saúde motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide há 10 anos, patient advocacy, mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.