Dispensação de medicamentos em situação de epidemia COVID-19

Nesta semana (23), o Ministério da Saúde divulgou através da Nota informativa Nº 1/2020-SCTIE/GAB/SCTIE/MS recomendações para a dispensação de medicamentos nas farmácias de alto custo do Sistema Único de Saúde e do programa Aqui tem Farmácia Popular, durante o período de epidemia causada pelo Coronavírus SARS-CoV-2. Nós elaboramos esse breve resumo com as informações da normativa. Veja abaixo.

Tem prioridade:

  • Idosos;
  • Com sintomas respiratórios;
  • Pacientes transplantados;
  • Portadores de doenças autoimunes como artrite reumatoide, psoríase, esclerose múltipla, doença de crohn, dentre outras;
  • Gestantes.

Evite riscos, fique em casa! Se você faz parte desse grupo de pacientes pode nomear um representante legal, basta preencher o modelo de autorização. (Clique aqui)

O que mudou para os pacientes na dispensação dos medicamentos excepcionais?

Os tratamentos que necessitam de autorização de procedimentos ambulatoriais (APAC) e que vencem até maio de 2020, poderão ser renovados automaticamente sem a necessidade de apresentação de laudo de solicitação, LME e prescrição médica, desde que não haja mudança na dose, quantidade dispensada ou medicamento prescrito.

Caso haja necessidade de adequação da posologia sem alterar o CID ou o medicamento, pode ser apresentado somente a receita médica sem necessidade da LME com a alteração.

Nos casos que há necessidade de envio de LME e receita médica, cada SES (Secretaria Estadual de Saúde)poderá se organizar para receber através de e-mail pelo médico prescritor ou pelo paciente (somente em casos de renovação e continuidade de tratamento).

Está dispensada a apresentação de exames de monitoramento e prescrição para a renovação da continuidade, mesmo para as doenças que o Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas (PCDT) exija.

Solicitações iniciais de tratamento

Está suspensa a presença obrigatória do paciente para a retirada e solicitação do tratamento, ou seja, um representante legal poderá solicitar o tratamento medicamentoso apresentando uma autorização de próprio punho (não é necessário autenticar em cartório) do paciente e documento com foto do representante. Se você mora com mais alguém, faça esse procedimento que é mais seguro, assim você fica em casa! (Clique aqui para acessar modelo de autorização).

Dispensação antecipada

O medicamento também poderá ser antecipado respeitando o estoque de cada SES, ou seja, você pode receber doses antecipadas do seu medicamento desde que a farmácia garanta o estoque para todos os pacientes atendidos na sua rede. As orientações são válidas por tempo indeterminado, caso haja alguma atualização o Ministério da Saúde se manifestará informando a todos.

Acesse abaixo e leia o documento na íntegra, também com recomendações para os profissionais da saúde.

Nota-Informativa-n---1--GAB-SCTIE-MS


Dayane Ferreira

Catarinense, 32 anos. Social media manager, digital influencer e redatora, ativista em saúde motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide há 10 anos, patient advocacy, mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.